Jovem down se torna rosto de marca de cosméticos após bullying

Foto: reprodução instagram

Grace Strobel, de 24 anos, se torna o rosto de uma marca de beleza após sofrer bullying na infância.

Ela nasceu em St.Louis, no Missouri, EUA, e apesar de uma família carinhosa não ficou livre do bullying na escola.

Depois de um terrível incidente no refeitório do colégio onde Grace estava trabalhando aos 20 anos, ela e sua mãe, Linda Strobel, resolveram dar a volta por cima.

Eles começaram o The Grace Effect, uma série de apresentações escolares que aumentam a conscientização sobre as lutas diárias que as pessoas com deficiência enfrentam.

Conscientização

Grace se tornou palestrante e defensora dos portadores de síndrome de Down e outras condições, e desde então conversou com cerca de 3.000 alunos em mais de 100 escolas!

Ao pesquisar outras pessoas com deficiência, ela encontrou outra mulher com Downs que recentemente fez uma campanha de cosméticos Gucci na Inglaterra.

Ellie Goldstein alcançou grande sucesso como uma modelo inclusiva no mundo da moda, e Grace ficou imediatamente inspirada!

Ela perguntou a sua mãe se ela tinha o que é preciso para se tornar uma modelo como Elli.

A mãe disse que não via problema e desde então a vjovem se lançou numa nova carreira.

A primeira sessão de fotos foi em 2018 e elas se tornaram virais.

Grace assinou com 3 agências de modelos e apareceu em várias revistas.

Campanha cosméticos

Ela também foi apresentada pela fundação Born This Way de Lady Gaga e se tornou uma embaixadora da campanha Skinclusion de Obaji, uma marca famosa de cuidados para a pele.

Mais recentemente, ela participou de uma campanha de moda feminina para Alivia.

A marca exclusiva apresenta roupas baseadas em obras de arte originais de artistas com deficiência!

“Para nós, significa muito para Grace representar uma marca que acredita em tudo o que fazemos e traz respeito e dignidade às pessoas com deficiência”, disse Linda.

Quanto a Grace, ela espera que seu sucesso como modelo abra portas para outras pessoas!

Ela está determinada a chegar ao dia em que seja comum ver pessoas com Downs representando marcas  como Chanel e Versace.

“Quero continuar modelando e palestrando”, disse ela. “Fazer com que as pessoas repensem que sim, é possível.”

Fotos: Instagram
Fotos: Instagram

Com informações do Inspire More

Fonte: Só noticia boa

Compartilhe essa notícia: