Após Twitter, Facebook também anuncia home office para sempre

Mark Zuckerberg – Foto / arquivo / divulgação

O mundo não será mais o mesmo depois da pandemia, inclusive no mercado de trabalho. Depois do Twitter, agora foi a vez do dono do Facebook anunciar que vai adotar home office para sempre, ou seja, os funcionários vão trabalhar direto da casa deles.

O presidente-executivo, Mark Zuckerberg, anunciou o trabalho remoto permanente aos funcionários do Facebook nesta quinta, 21, uma tendência do setor de tecnologia no Vale do Silício.

O sistema será mantido mesmo após o afrouxamento das medidas de isolamento causadas pelo coronavírus nos EUA, disse Zuckerberg.

O dono da maior rede social do mundo vai começar a “implantar agressivamente a contratação remota” e espera que de metade de seus funcionários trabalhe em casa nos próximos cinco a 10 anos.

A empresa vai analisar a função, o desempenho dos
colaboradores e estabelecer o prazo de 1º de janeiro de 2021 para que todos
atualizem sua localização para a empresa.

Contratações

Enquanto muitos anunciam demissões, o Facebook  garante que vai manter os planos de contratar este ano 10 mil engenheiros de produtos e funcionários.

Também pretende construir três novos hubs em Atlanta, Dallas e Denver, para os trabalhadores remotos dessas áreas se reunirem ocasionalmente.

Economia

Zuckerberg previu que a empresa terá economia com imóveis,
alimentação e mão-de-obra, porque os altíssimos pacotes de remuneração do Vale
do Silício serão ajustados se os funcionários do Facebook optarem por morar em
regiões menos caras.

O efeito sobre os custos ainda não é claro, disse Zuckerberg, já que a empresa terá despesas adicionais com viagens e tecnologias para instalar equipamentos de trabalho na casa dos funcionários.

Twitter

Há 10 dias o Twitter também anunciou que vai manter o home office após o fim do isolamento social.

Em e-mail interno na terça, 12, o CEO da rede social, Jack
Dorsey, informou que, mesmo após o fim da pandemia do coronavírus, a
possibilidade de trabalhar em casa será permanente para aqueles que preferirem
o modelo e estiverem em cargos que permitam o trabalho remoto.

“Nós temos pensado com seriedade na importância de sermos
uma das primeiras empresas a mudar completamente seu modelo de trabalho
presencial para home office”, declarou o Twitter para o BuzzFeed americano. 

Isso representa uma mudança na cultura de trabalho das
empresas, que de alguma forma, parecem notar que seus funcionários podem render
mais quando não enfrentam rotinas estressantes no trânsito ou conseguem ficar
mais perto da família, por exemplo. 

Segundo a empresa, esta é uma modalidade de trabalho que
garante a saúde e o bem-estar de seus funcionários mesmo depois da pandemia. 

O Twitter começou a incentivar o trabalho de casa em março
deste ano, quando o coronavírus se espalhou pelos Estados Unidos, onde fica a
matriz da empresa.

Na época, outras gigantes de tecnologia, como Microsoft, Google e Amazon fizeram o mesmo. 

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa com informações da CNN e Exame

Fonte: Só noticia boa

Compartilhe essa notícia: